Gordinhos também merecem amor

Sim, gordinhos também merecem se relacionar. Merecem ter sonhos compartilhados, momentos prazerosos, carinhos e afeto a dois. Aliás, eu quero que você entenda que qualquer pessoa independente de sua crença, cor ou orientação sexual merece receber amor, merece dar amor, merece se apaixonar.

O que eu vejo – infelizmente –  é uma fatia bem grande de pessoas que descriminam descaradamente os gordinhos, os deixam de escanteio como se eles só precisassem de comida para sobreviver, o que é uma grande bobagem. Assim como você, os gordinhos também possuem sentimentos e um abraço de urso bem gostoso para dar. E ele merece a chance de ser feliz ao lado de alguém, e você não deveria julgá-lo por não conseguir.

Um cara gordo não deveria estar solteiro simplesmente por ser gordo, ele deveria estar solteiro por não ter encontrado a pessoa certa, mas infelizmente, desde que eu me entendo por gente, ser gordo é sinônimo de incapaz, de guloso, de opressão e ofensa. Infelizmente a sociedade é cruel com quem não segue seus padrões e isso afeta diretamente no emocional e no peso dessas pessoas.

Como se não bastasse, se o cara for gordo e gay ele sofre ainda mais. O meio LGBT consegue ser cruel da mesma forma que a hétero de diversas formas, isso, porque quando o ser humano quer ser ruim ele aflora seu lado negativo independentemente da sua orientação sexual.

E sim, existe uma fatia bem grande de pessoas que acreditam que a culpa do gordo não arranjar alguém é somente e exclusivamente dele, e ninguém quer namorá-lo, ou se dispor a conhecer seu interior. Vivemos à base de aparência e um corpo malhado é o que define um cara como o parceiro ideal para ter uma relação. Uma grande besteira.

Ninguém tem paciência para conhecer alguém aos poucos, na era do imediatismo, conduzir sua estética ao requisitado é a melhor forma de se dar bem, principalmente se é uma relação que se almeja. Ninguém quer esperar, ir a fundo, esquecer a aparência, se prender na essência e deixar que a pessoa mostre quem ela realmente é sem máscaras. E enquanto as pessoas se prenderem na aparência, sempre haverá traições, desconfiança e desamor, o que é uma pena já que o correto seria cada um se sentir bem do jeitinho que é, seja na personalidade, essência e sobretudo a aparência.

E não há nada de errado em ser gordo e querer um amor, não há nada de errado se apaixonar pelo magro, o gordo, o afeminado, o negro, o que importa é o sentimento ser verdadeiro. Sua aparência não define de forma alguma como você é e sim o que você traz consigo. O que te define são seus sonhos, suas vitórias e seus objetivos. Não há nada de errado em ser gordo, o errado é não saber amar e respeitar as diferenças. Não deixe que o que as pessoas pensam afetam quem você é. E não deixe que a sociedade define com quem você deva se relacionar. Não tenha vergonha de amar, tenha vergonha de não se abrir para o amor, dá vida, essa será sua maior lição.

Anúncios

43 comentários em “Gordinhos também merecem amor

Adicione o seu

  1. Eu concordo com você, as pessoas precisam se amar mais. O mundo se tornou superficial, tudo tem que estar a mostra, tudo tem que ser perfeito, ninguém quer mais as virtudes que fazem um relacionamento durar.
    Mas quando se encontra alguém que se importa, alguém que está disposto a ir além, bem, isso é mágico, acredite, ainda existem pessoas que amam e que não se importam com aparências.

    Curtido por 1 pessoa

    1. O mais importante não é a embalagem,sim o conteúdo
      Um “gato” pode não ter o mesmo
      Carinho e qualidades de um “urso”
      Ou seja o gato pode ser um sapo disfarçado

      Curtir

    2. Boom dia… sou Uilian Martins sou de São Paulo capital zl tenho 35a. Sou bemmm gordinho mesmo. Tenho 1.62m me add no Facebook e meu whatsaap 11 99610 1939…. adoraria ter um relacionamento sério.

      Curtir

  2. Acho o texto muito bonito, mas a galera só segue até a página 2, paga de descontruído na internet e no app, chega na hora do vamos ver e o cara troca o pobre gordinho por uma padronette com cérebro de ameba. Sempre fui trocado e deixado de lado, até não tenho mais confiança em me apaixonar por alguém novamente, falar de se amar é fácil demais pra quem não é oprimido. Mas enfim, como diz Inês, “Não podemos perder a esperança, né nom?”.

    Curtir

  3. Eu não sou gordo, mas eu AMO gordinhos, odeio magros, e padrãozinhos, n sinto nada quando vejo algum, agora vejo um gordinho, barbudinho, peludinho, eu morro só de tá perto, são os melhores, carinhosos, fofos, lindos. AMO AMO

    Curtir

  4. Muito bom o texto, fala absolutamente a verdade, já passei e passo por isso somos muito julgado pela aparência.
    Infelizmente criou-se um padrão de beleza onde valoriza-se mais a sua aparência do que seu caráter, seus sentimentos.

    Curtir

  5. Amei a matéria, sou gordo e sofro na pele desde os 14 anos o preconceito no meio LGBT. Nunca nem dei um beijo de verdade por não me acharem “atraente”, enfim espero que isso mude um dia ^^ ❤

    Curtir

  6. Já sofri muito preconceito por ser gordinho no meio LGBT, como disse a matéria, tem gay que consegue ser mais cruel com muitos gordinhos, ursos ou barrigudinhas do que um machista que me recrimina por ser gay.
    Meio gay no Brasil hoje é péssimo.

    Curtir

  7. Bom, o preconceito hoje em dia é muito grande, as pessoas gordinhas tem muito mais para oferecer! uma pena esta discriminação. Sou de Curitiba tenho 41 anos e estou a procura de um grande amor , segue meu wats 41-99849-7445, Abraço a todos!

    Curtir

  8. Oi eu sou menina, mas mesmo assim li o artigo. Chorei? Sim, pois essa e a grande realidade que vivemos. Sofro bulimia ate hoje com 16 anos, pois nao consigo me aceitar gorda. Isso e triste, pois voce alvo de chacota, incapacidade, de atos… Desumanos. Obrigada pelo site ter escrito tudo isso. Pois sao mensagens assim, que nos fazem melhores, que nos dao forças prs continuar a amar, a rir, e a viver.

    Curtir

  9. Tão difícil achar um homem que nos ame e nos deseje como a gente é e não que não queira mudar a gente ou que insista todo o tempo que você emagreça por exemplo. Achar quem queira objetificar e apenas nos usar sexualmente, até se acha, mas só isso e mais nada. Alguém que nos ame e queira divir uma vida, é difícil de achar, sortudo foi quem conseguiu.
    E enquanto isso a gente vai seguindo em frente brigando contra a balança e repetindo todo dia, que o problema não é a gente.

    Curtir

  10. Belo texto. O triste é que na internet tudo fica belo, mas na prática não acontece. Pessoas comentam aqui, pessoas compartilham esse texto no facebook, em grupos, etc. e todo mundo aplaude. Todo mundo é super legal e desconstruído na internet, mas na realidade não é. A realidade é bem assim: “gente, vocês deveriam dar uma chance pros gordos, mas eu não porque não me dá tesão, questão de gosto”; “gordos nem chamem que não vou responder”; “você é legal, mas não gosto de caras cheinhos”, etc. Até pessoas que curtem ursos e gordos curtem ursos malhados e gordos que pesam no máximo 5kg a mais do peso ideal, porque afinal “gosto de gordinho, não de obeso”. Tem até aqueles que amam transar com os gordos, “mas pra namorar não, imagina eu namorando um gordo?” e, pasmem, até amizades são evitadas “porque gordo queima filme do rolê né”.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: