Resolvi me demitir do cargo de te amar sem cumprir aviso prévio

Resolvi me desapegar de você. Peguei todas as suas coisas, coloquei em uma caixa, e em uma sulfite eu a estampei com a frase: “Um dia tudo chega ao seu fim”. E chegou. Eu não quero ficar pensando em nós, em você, e em tudo o que vivemos nesses últimos meses.
 
Rasguei suas cartas, não por raiva ou tristeza, mas por acreditar que as palavras ali não fazem mais sentido, e por mais que eu deva respeitar os sentimentos e as palavras que ali estavam, alimentar um sentimento que não existe mais é doloroso e se desprender-se é essencial.
 
No começo não será fácil, pois a minha rotina estava em 80% comprometida em te viver, sim, vivê-lo. No mais linear significado, eu vivia você a cada segundo que estávamos juntos e até quando estávamos distantes. Meus pensamentos eram voltados somente para você, para nós. A cada loja que eu passava eu imaginava o quão lindo você ficaria naquela camisa xadrez.
 
A cor dos seus olhos, eram neles que eu pensava na madrugada antes de dormir. Suas mensagens e sua voz, acalentavam meu coração, eram melodias para os meus ouvidos e o remédio para a minha alma.
 
Eu confesso que tentarei mostrar indiferença. E a cada minuto que tocarei em suas coisas será como se metade de mim desfalecesse. Eu não sei, mas acredito que amor que eu sentia por você jamais será totalmente curado. E por mais que alguns infinitos sejam maiores que os outros, eu acredito que o meu amor era o único infinito que existia entre nós, e que para você, todo o sentimento que recebia era absorvido, mas todo o amor que você me exalava era finito.
 
Por mais que doa tirar você da minha vida, eu nunca me senti tão decidido em tomar decisões importantes. Eu sei que vai doer incessantemente, eu sei que acordarei de madrugada pedindo à Deus para me trazê-lo de volta. Eu sei que pela manhã será impossível sem teu afago, tuas carícias, mesmo que vazias de emoções, porque no fundo eu sabia que esse sentimento era real, porém só de uma das partes e me deixei levar. Talvez pela euforia do momento, ou por acreditar nas pessoas e em seus sentimentos.
 
Eu não consigo ser metade, eu vivo dizendo isso. E mesmo você tendo ciência disso resolveu que era a hora de me partir em dois e ir embora.
Anúncios

Um comentário em “Resolvi me demitir do cargo de te amar sem cumprir aviso prévio

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: